Menu
RSS

Novo filme de Nanni Moretti estreia em dezembro

Santiago, Itália, o novo trabalho do consagrado Nanni Moretti (Querido Diário; O Quarto do Filho; Minha Mãe), é o filme de encerramento da 36ª edição do Torino Film Festival (23 de novembro a 1 de dezembro de 2018).

O filme-documentário conta, através das palavras dos protagonistas e de diverso material da época, os meses que se seguiram ao golpe de estado de 11 de setembro de 1973, o qual pôs fim ao governo democrático de Salvador Allende no Chile. Concentrando-se em particular no papel da embaixada italiana em Santiago, que deu abrigo a centenas de opositores do regime do general Pinochet, permitindo-lhes chegar a Itália, este projeto é uma coprodução da Sacher Film, Le Pacte, Storyboard Media e Rai Cinema.

Cinco dias depois da sua exibição no certame, o filme será lançado nas salas italianas. 

"Climax" de Gaspar Noé pode chegar aos Oscars (e já tem data de estreia em Portugal)

O novo filme de Gaspar Noé, realizador de Irreversivel e Love, faz parte da pré-selecção francesa na corrida ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Um comité constituído por Alain Terzian (da Academia dos César), Serge Toubiana (Unifrance), Teresa Cremisi (da comissão d'Avance sur recettes), Claire Denis (realizadora), Nicole Garcia (realizadora), Isabelle Madelaine (Produtora) e Thierry Frémaux (Delegado Geral do Festival de Cannes) escolheu cinco filmes gauleses, dos quais será indicado um como representante do país.

Para além de Climax, foram selecionados La Douleur, Jusqu’à la garde (Custódia Partilhada),  Mademoiselle de Joncquières e Les Quatre Sœurs.

Em Climax estamos nos anos 90 e seguimos um grupo de dançarinos que juntam-se para um ensaio de três dias num internato localizado no coração de uma floresta para compartilhar uma última dança. Eles fazem então uma festa em torno de uma grande tigela de sangria, mas rapidamente, a atmosfera muda. Se é óbvio que foram drogados, não sabem por quem nem o porquê. Em breve eles ficarão incapazes de travar as suas neuroses e psicoses, adormecidas pelo hipnótico e crescente ritmo da música eletrizante. "E enquanto alguns se sentem no paraíso, a maioria deles mergulha no inferno".

Climax vai estrear em Portugal a 7 de fevereiro de 2019 através da Cinema Bold, uma marca da distribuidora Alambique. Curiosamente, este é um dos filmes que poderão ser vistos brevemente - em exclusivo - em Lisboa e Porto nos cinemas UCI. A nova parceria entre as duas entidades vai permitir a estreia de um filme por mês nas salas UCI, com sessões diárias à meia-noite, todas as quintas-feiras às 21h30 e domingos às 19h00.

A parceria arranca a 4 de Outubro com a estreia de Thelma [ler crítica], o último filme do realizador Joachim Trier. Em colaboração com o MOTEL X – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, estrearemos ainda em complemento nos cinemas, a curta-metragem vencedora do prémio para Melhor Curta de Terror Portuguesa deste ano, o filme A Estranha Casa na Bruma de Guilherme Daniel. 

A parceria com os UCI CINEMAS continuará depois com as estreias dos seguintes filmes: 

  • O INTERMINÁVEL de Justin Benson & Aaron Moorhead - 1 Novembro 2018
  • A ÁRVORE DA DISCÓRDIA de Hafsteinn Gunnar Sigurðsson – 6 Dezembro 2018
  • BORDER de Ali Abbasi – 3 Janeiro 2019
  • CLÍMAX de Gaspar Noé – 7 Fevereiro 2019
  • ARCTIC de Joe Penna – 7 Março 2019

Eddie Murphy regressa ao cinema com comédia inspirada em "Dois Velhos Rabugentos"

Afastado do cinema desde 2016, Eddie Murphy vai regressar para protagonizar uma comédia inspirada em Grumpy Old Men (Dois Velhos Rabugentos), o filme de 1993 que contava com Jack Lemmon e Walter Matthau nos principais papéis.

Tim Story - que ultima os trabalhos do novo filme Shaft - vai realizar e produzir através da sua empresa The Story Entertainment, juntamente com John Davis da Davis Entertainment- que foi o produtor do filme original de 1983.

Grumpy Old Men seguia dois vizinhos rivais que competem pela atenção de uma mulher, interpretada por Ann-Margret. Vale a pena referir que o filme original rendeu 70 milhões de dólares  no mercado interno à Warner Bros., levando a uma sequela em 1995: “Grumpier Old Men”.

Festa do Cinema Francês divulga a sua programação

O cineasta Jean-Paul Rappeneau é o "padrinho" da 19ª edição da Festa do Cinema Francês, evento que vai decorrer de 4 de outubro a 11 de novembro 2018, em 11 cidades do país: Almada, Aveiro, Beja, Coimbra, Faro, Leiria, Lisboa, Porto, Seixal, Setúbal e Viana do Castelo.

O realizador de filmes como Meu Irresistível Selvagem (1975) e Boa Viagem (2003), estará em Lisboa para a sessão de abertura do evento, a 4 de outubro, a qual vai contar com a exibição numa cópia restaurada de Cyrano de Bergerac (1990). Outro dos destaques desta edição da Festa do Cinema Francês é uma retrospetiva ao trabalho de Henri-Georges Clouzot (1907-77), uma das figuras mais célebres do período clássico do cinema francês, realizador de obras clássicas, como O Salário do Medo (1953) e As Diabólicas (1955).


As Diabólicas

Já na secção de antestreias, realce para os mais recentes trabalhos de Quentin Dupieux (Au Poste), Stéphane Brizé (En Guerre), Pierre Salvadori (En Liberté!), Xavier Giannoli (A Aparição),  Cédric Kahn (Não deixeis cair em tentação) e Christophe Honoré (Plaire, aimer et courir vite). Há ainda a apresentação de Le Grand Bain, filme de Gilles Lellouche, o qual vai visitar o certame; e Nos Batailles, um filme de Guillaume Senez que foi apresentado na Semana da Crítica em Cannes, fora de competição.

Resultado de imagem para brizé c7nema
En Guerre

Este ano, e mais uma vez, a Festa volta a dar destaque ao cinema de animaçao com a exibição de três filmes, figurando entre eles Dilili À Paris, Ernest Et Célestine En Hiver e Minga Et La Cuillère Cassée - o primeiro filme deste género assinado nos Camarões. Foco também num ciclo dedicado à seleção ACID (Associação do Cinema Independente para a sua Difusão), com a exibição de muitos dos filmes que em maio passaram em paralelo ao Festival de Cannes. Vários realizadores, como Anne Alix, Hanna Ladoul e Marco La Via estarão presentes na Festa do Cinema Francês, não só para apresentarem os seus filmes, mas para darem uma masterclass.

Mais detalhes sobre a programação, aqui.

Contactos

Quem Somos

Segue-nos